Jogos da Seleção Portuguesa com uma audiência média de 3,2 milhões

No dia 10 de junho iniciou-se a 15.ª edição do Campeonato Europeu de Futebol, em França, tendo terminado no dia 10 de julho com a vitória da Seleção Portuguesa. Este foi o Europeu mais longo da história, tendo sido a primeira vez em que a fase final do campeonato foi disputada por 24 seleções, obrigando assim a uma extensão da competição para um total de 51 jogos (mais 20 jogos do que é habitual). Na sequência desta ampliação, houve um maior n.º de jogos cujo horário de transmissão coincidiu com o período laboral, o que influenciou as audiências de alguns jogos. No global, num total de 24 jogos transmitidos em canal aberto, registou-se uma audiência média por jogo superior a 1,8 milhões de telespectadores, aumentando para 3,2 milhões se olharmos exclusivamente para os encontros com a participação da seleção portuguesa.

No comparativo com as últimas três edições da competição, verifica-se que o Euro de 2008 foi o que apresentou audiências mais baixas, em parte devido à eliminação prematura de Portugal nos quartos-de-final. As edições de 2004, 2012 e 2016 obtiveram resultados mais elevados e próximos entre si, com a equipa das quinas a alcançar a final por duas vezes – 2004 e 2016 – e a meia-final em 2012.

Comparação audiência média dos jogos do Europeu: 2004, 2008, 2012 e 2016, em canal aberto
Elaborado por Insight / IPG Mediabrands sobre dados CAEM/GFK reproduzidos em Mediamonitor-MMW, Telereport; Base: FTA+PayTV; Alvo: Universo (4+ anos). Audiências Live.

Portugal x País de Gales bate record de audiências » programa + visto do ano

Na edição de 2016, o jogo da meia-final entre Portugal e País de Gales foi o mais visto no lar em canal aberto, sendo acompanhado em média por mais de 3,7 milhões de telespectadores, correspondendo a uma audiência total de mais 5,6 milhões de telespectadores. Estas audiências mostram que 79.5% dos telespectadores que viam televisão durante o período do jogo estavam sintonizados na RTP1. Este jogo foi também o programa mais visto do ano.

O jogo da final que opôs portugueses e franceses foi o 2.º jogo com audiência mais elevada, sendo acompanhado por uma média 3,68 milhões, a que correspondeu um share de 81.2% para a estação pública no horário do jogo. O facto deste jogo ter registado uma audiência média inferior ao jogo da meia-final, terá a ver com o visionamento fora de casa – não medido pelos audímetros – e que, num jogo desta natureza e num domingo à noite, terá sido potenciado. Note-se no entanto, que este foi o jogo que registou maior share de audiência.

Segue-se o encontro dos quartos-de-final entre Portugal e Polónia, com uma audiência média acima dos 3,6 milhões de telespectadores e um share de 73.1%.
Se excluirmos os jogos com a participação da Seleção Nacional, França e Alemanha foram as outras equipas mais acompanhadas pelos portugueses. O encontro entre as duas seleções nas meias-finais, que ditou o adversário de Portugal na final, foi o 7.º jogo mais visto, ultrapassando assim o jogo Hungria x Portugal. Este último é o único jogo do top 15 que decorreu pelas 17 horas.

TOP 10 Jogos Euro 2016
Elaborado por Insight / IPG Mediabrands sobre dados CAEM/GFK reproduzidos em Mediamonitor-MMW, Telereport; Base: FTA+PayTV; Alvo: Universo (4+ anos). Audiências Live. Top de programas ordenado por Audiência Média (‘000).

Impacto nas audiências: RTP1 ultrapassa SIC no período do Euro e fica a 0.2 p.p. da TVI

Este ano, a RTP1 foi o único canal free-to-air a transmitir os jogos do campeonato europeu. A estação pública transmitiu um total de 24 jogos (14 jogos na fase de grupos, 3 nos oitavos-de-final, 4 nos quartos-de-final, 2 na meia-final e o jogo final), enquanto o canal desportivo Sport TV transmitiu todos os jogos do evento.

No período da competição, a RTP1 registou um share médio de 21%, o que representou um aumento de +6.8 pontos percentuais face à média do mês de maio. O canal público ficou apenas a 0.2p.p. da TVI, que manteve a liderança. Ainda assim, a estação de Queluz foi o canal que mais perdeu audiência neste período quando comparado com o mês de maio. SIC ocupou assim a 3.ª posição com um share médio de 17.7%.

Também a Sport TV1 registou um aumento de share de +0.3p.p., detendo 0.7% no período do evento.
Em análise ao share diário dos canais verifica-se que a RTP1 alcançou a liderança dos canais abertos nos dias em que transmitiu jogos de Portugal, registando um share total dia acima dos 30% em todos os encontros a partir dos oitavos-de-final. O canal público ultrapassou mesmo o somatório dos canais Pay TV nos jogos Polónia x Portugal e na final Portugal x França. A estação destacou-se ainda nos dias 2 e 6 de julho com a transmissão dos jogos Alemanha x Itália e Alemanha x França, respetivamente.

Elaborado por Insight / IPG Mediabrands sobre dados CAEM/GFK reproduzidos em Mediamonitor-MMW, Telereport; Base: FTA+PayTV; Alvo: Universo (4+ anos). Audiências Live.
Elaborado por Insight / IPG Mediabrands sobre dados CAEM/GFK reproduzidos em Mediamonitor-MMW, Telereport; Base: FTA+PayTV; Alvo: Universo (4+ anos). Audiências Live.

Quem foram os espectadores do Euro 2016

Em termos de perfil de telespectador, verifica-se que os jogos sem a seleção portuguesa foram vistos por um público masculino e mais velho. No entanto, o interesse aumenta com a participação da equipa das quinas, com estes encontros a mostrarem um telespectador com um perfil mais transversal tanto em termos de idade como de género.

Perfil dos telespectadores
Elaborado por Insight / IPG Mediabrands sobre dados CAEM/GFK reproduzidos em Mediamonitor-MMW, Telereport; Base: FTA+PayTV; Alvo: Universo (4+ anos). Audiências Live.

Publicidade durante o Euro 2016

No total dos intervalos publicitários dos jogos do Euro 2016 transmitidos na RTP1, o investimento publicitário a valores tabela ficou próximo dos 27 milhões de euros, com as marcas patrocinadoras a contribuírem largamente para este resultado. A operadora de telecomunicações NOS foi a marca mais presente nos breaks dos jogos, com um investimento acima dos 2,3 milhões de euros, mesmo não sendo patrocinadora oficial do evento ou da Seleção Nacional.

A 2.ª posição é assegurada pela companhia aérea Turkish Airlines, que se juntou pela primeira vez a um campeonato europeu de futebol. Do top 10 das marcas com maior investimento publicitário destacam-se ainda as patrocinadoras oficiais da equipa portuguesa, MEO e Continente, nas 3.ª e 4.ª posições respetivamente. No total, estas 10 marcas foram responsáveis por mais de 50% do total de investimento publicitário em televisão, registado durante todo o evento desportivo.

Os jogos com a participação da Seleção Nacional foram os que registaram um investimento publicitário mais elevado, com uma média de 1,7 milhões de euros por jogo. O jogo da final frente à França foi o que angariou mais investimento publicitário, num valor superior a 2 milhões de euros.

Top 10 Marcas - Euro 2016 - RTP1
Elaborado por Insight / IPG Mediabrands sobre dados CAEM/GFK reproduzidos em Mediamonitor - MMW, Videotrack; Base: Total TV; Alvo: Universo (4+ anos). Investimento a valores tabela nos breaks publicitários dos jogos da fase de grupos na RTP1.